Visitantes... Bem-vindos!!!

17 de junho de 2010

Testemunho de um Homem de Deus!


"Sim, grandes coisas fez o Senhor por nós, e por isso estamos alegres." (Sl 126.3;)

"Paulo, fizemos tudo que era possível fazer. Sua retina está colada, os nervos óticos estão ativos, tudo está bem. Se houvesse qualquer problema eu faria outra cirurgia e não lhe cobraria nada. Você deveria estar enxergando novamente, mas sua retina não reage. Nada mais pode ser feito no momento." (Dr.Tatsuo Hirose - Boston, EUA, 1994)

Aquele dia frio de abril de 1994, quando retornei ao médico nos Estados Unidos, após três anos em que havia feito minha cirurgia tentando recuperar a visão, parecia indicar o "fim da linha" para mim. Havia perdido minha esposa seis meses antes e meu trabalho missionário havia sido interrompido bruscamente, após a cegueira. Meu pensamento naquele dia foi: "Perdi o pouco que restava de minha vida". Como seguir em frente? Como cuidar de meus dois filhos sozinho? Como ter
ainda algum tipo de alegria?
Voltei dos Estados Unidos arrasado. Não tinha mais esposa, nem emprego, nem salário, nem perspectivas de um futuro qualquer. Não tinha, principalmente, meu ministério missionário. Eu havia me preparado, concluído a Faculdade de Teologia e o curso de pós-graduação em Cingapura. De que me serviria tudo isso agora? Pensei que era grande coisa e percebi que não era nada...
Meus dias, em casa, eram de choro e frustração. Até os amigos desapareceram. Bem, nem todos. Um grande amigo continuou ao meu lado, todos os dias, todos os momentos! Às vezes eu não o notava, mas, Ele me notava sempre, me consolava e cuidava de mim. Um dia eu lhe perguntei: "Que será de mim? Onde foi parar a minha vocação? Não posso mais fazer aquilo que amo!" Ele me disse, com muta ternura: "Quem lhe disse isso?" Assustei-me com a resposta.
Perguntei-Lhe novamente: "O que posso fazer?" Ele me respondeu: "Prossiga no seu trabalho". "E como?" insisti. "Há um mundo inteiro esperando ouvir a sua voz".
Achei que era impossível fazer alguma coisa sem enxergar, mas o que sempre proclamei, "Tudo é possível para Deus", tornou-se realidade em minha vida. Ganhei um computador de amigos de
duas igrejas e comecei, então, pela fé, a levar a Palavra de Deus aos corações.

Foi no dia 16/06/1996 que minhas mensagens começaram a ser enviadas com o título: "Para Refletir". Minha alegria voltou! Minha esperança foi renovada! Meus lábios começaram a cantar novamente! Eu estava de volta e o Para Refletir começava sua caminhada. Eu tinha uma lista de 10 e-mails. Falava de Deus para estes e parecia-me que começava um trabalho missionário grandioso! E realmente era muito grande. Jesus, o meu Amigo inseparável, estava dirigindo e eu sabia que grandes coisas iriam acontecer!
As tristezas ficaram para trás... Estamos em festa! Parabéns, Para Refletir! São 14 anos de muito regozijo e felicidade! São 14 anos de bênçãos e vitórias!
Minha pequena lista de 10 e-mails está muito maior. Esta mensagem está sendo enviada através de 735 listas diferentes, em Português e Espanhol. O número de amigos se agigantou! Agora são milhões em todos os continentes da terra. A escuridão agora é luz! A tristeza agora é alegria.
O choro deu lugar ao riso. A cama de frustração desapareceu e agora podemos cantar e dançar.

Estamos em festa! O Para Refletir continua disputando a Copa do Mundo da fé. Em cada vida uma medalha de esperança, em cada lar um troféu de vitória. Não sabemos quem ganhará a Copa do Mundo na África, mas sabemos que no reino espiritual, ninguém tirará a faixa de campeão do nosso Para Refletir.

A vitória não é só minha, mas de todos vocês... Obrigado! Parabéns!

Paulo Barbosa (Um cego na INTERNET)
Tel: 31 3712-2248
tprobert@terra.com.br

Um comentário:

Josemária Carvalho disse...

Muito bacana esse post!

josyc.blogspot.com

bjs